Lote 124
Carregando...

Tipo:
Brasil Império

PRINCESA DONA JANUÁRIA DE BRAGANÇA (RIO DE JANEIRO 1822 NICE FRANÇA 1901) IRMÃ MAIS VELHA DO IMPERADOR DOM PEDRO II - DESENHO LIVRE A LAPIS APRESENTANDO SENTADOS A UMA MESA O PATRIARCA JOSÉ BONIFÁCIO DE ANDRADA, TUTOR DE DOM PEDRO II, LENDO ATENTAMENTE UM DOCUMENTO, A CONDESSA DE BELMONTE DONA MARIANA CARLOTA DE VERNA MAGALHÃES COUTINHO, A DADAMA, PARA O IMPERADOR DOM PEDRO II E SUAS IRMÃS PRINCESAS IMPERAIS SUA SEGUNDA MÃE (FOI NOMEADA POR DOM PEDRO I GOVERNANTA E TUTORA DAS CRIANÇAS ) E AOS PÉS DA DAMA, ABRAÇADO POR ELA ESTÁ O MENINO DOM PEDRO II VESTINDO CAMISOLA INFANTIL DE COSTAS COM A CABEÇA VOLTADA PARA A DESENHISTA. NO VERSO DO PAPEL DO DESENHO ESTA CALCADA AS MARCAS DE TINTA COM AS PALAVRAS DE UMA CARTA ONDE SE PODE LER A PALAVRA SAUDADE, PROVAVELMENTE A MISSIVA FOI DIRIGIDA AO IMPERADOR DOM PEDRO I A QUEM SEMPRE CABIA ESCREVER A MENINA DONA JANUÁRIA. COMOVENTE, HISTÓRICO E PRECIOSO! BRASIL, CIRCA DE 1831 17 X 15 CMNOTA: Pedro I convidou D. Mariana Carlota de Verna Magalhães Coutinho (posterior Condessa de Belmonte) para assumir a posição de aia. Mariana de Verna era uma viúva portuguesa considerada culta, honrada e gentil. Pedro a chamava de "Dadama" pois não conseguia pronunciar corretamente quando criança a palavra "dama". Entretanto, ele continuou a chamá-la dessa maneira até já adulto por afeição e por considerá-la uma mãe postiça. Como era comum dentre a realeza dessa época, ele não foi amamentado por sua mãe. Em vez disso, a imigrante suíça Marie Catherine Equey foi escolhida como sua ama de leite. Maria Leopoldina morreu em 11 de dezembro de 1826 quando Pedro tinha apenas um ano de idade, poucos dias depois de ter abortado um bebê menino. Pedro cresceria e não teria nenhuma memória da mãe, sabendo apenas aquilo que as pessoas comentavam e contavam sobre ela. De seu pai "não retinha uma imagem clara".Pedro I se casou novamente dois anos e meio depois com a princesa Amélia de Leuchtenberg. Pedro passou pouco tempo com a madrasta, que acabaria por deixar o país dois anos depois. Mesmo assim eles tiveram uma relação bem próxima e mantiveram-se em contato por cartas até a morte dela em 1878. Tão forte foi a influência de Amélia no príncipe que ele até sua morte a considerou como sua mãe e quando adulto "a mulher ideal, a quem ele sempre buscou, era morena, vivaz e inteligente, e notadamente mais velha do que ele". Pedro I abdicou da coroa em 7 de abril de 1831 depois de um longo conflito contra liberais federalistas. Ele e a esposa imediatamente partiram para Portugal a fim de reconquistar a coroa de Maria II, que havia sido usurpada por D. Miguel.3334 Deixado para trás junto com as irmãs mais velhas, o Príncipe Imperial assim se tornou o imperador Pedro II. Pedro, então com cinco anos de idade, acordou na manhã do dia 7 de abril com a coroa imperial ao lado de sua cama. Pedro I e Améliajá tinham deixado o solo brasileiro abordo da fragata inglesa HMS Warspite. Pedro II escreveu uma carta de despedida ao pai com a ajuda de Mariana de Verna. Ao recebê-la o ex-monarca chorou e respondeu chamando o menino de "Meu amado filho, e meu Imperador". Seu pai e madrasta permaneceram a bordo do Warspite por mais cinco dias antes de partirem para a Europa, porém eles nunca viram o jovem imperador nesse período. Pedro I permaneceria angustiado pelo restante de sua vida sobre a ausência dos filhos e preocupado com seus futuros. Pedro II sentia saudades do pai e madrasta (que havia assumido o papel de mãe), possivelmente sendo um dos motivos por sua posterior falta de demonstração de emoção em público. De fato, a "inesperada perda da família assombraria Pedro II pelo resto da vida".Três de suas irmãs também ficaram para trás: as princesas D. Januária, D. Paula e D. Francisca Pedro foi aclamado em 9 de abril como o novo imperador. Ele chorou na carruagem ao lado de Mariana de Verna ainda desnorteado pelo abandono dos pais e assustado pelas grandes multidões que acompanhavam seu trajeto até o Paço Imperial. O jovem imperador foi exibido em uma das janelas do palácio para o povo junto com suas três irmãs. Pedro ficou em cima de uma cadeira para que as centenas de pessoas reunidas pudessem vê-lo melhor e para que ele conseguisse ver suas aclamações. Os brasileiros ficaram comovidos pela "figura do pequeno órfão que deveria governá-los".Toda essa provação, seguida pelos bramidos dos canhões que o saudavam, foi tão traumática que ela talvez possa ser a explicação por sua aversão a cerimônias públicas quando adulto.

Peça

Visitas: 155

PRINCESA DONA JANUÁRIA DE BRAGANÇA (RIO DE JANEIRO 1822 NICE FRANÇA 1901) IRMÃ MAIS VELHA DO IMPERADOR DOM PEDRO II - DESENHO LIVRE A LAPIS APRESENTANDO SENTADOS A UMA MESA O PATRIARCA JOSÉ BONIFÁCIO DE ANDRADA, TUTOR DE DOM PEDRO II, LENDO ATENTAMENTE UM DOCUMENTO, A CONDESSA DE BELMONTE DONA MARIANA CARLOTA DE VERNA MAGALHÃES COUTINHO, A DADAMA, PARA O IMPERADOR DOM PEDRO II E SUAS IRMÃS PRINCESAS IMPERAIS SUA SEGUNDA MÃE (FOI NOMEADA POR DOM PEDRO I GOVERNANTA E TUTORA DAS CRIANÇAS ) E AOS PÉS DA DAMA, ABRAÇADO POR ELA ESTÁ O MENINO DOM PEDRO II VESTINDO CAMISOLA INFANTIL DE COSTAS COM A CABEÇA VOLTADA PARA A DESENHISTA. NO VERSO DO PAPEL DO DESENHO ESTA CALCADA AS MARCAS DE TINTA COM AS PALAVRAS DE UMA CARTA ONDE SE PODE LER A PALAVRA SAUDADE, PROVAVELMENTE A MISSIVA FOI DIRIGIDA AO IMPERADOR DOM PEDRO I A QUEM SEMPRE CABIA ESCREVER A MENINA DONA JANUÁRIA. COMOVENTE, HISTÓRICO E PRECIOSO! BRASIL, CIRCA DE 1831 17 X 15 CMNOTA: Pedro I convidou D. Mariana Carlota de Verna Magalhães Coutinho (posterior Condessa de Belmonte) para assumir a posição de aia. Mariana de Verna era uma viúva portuguesa considerada culta, honrada e gentil. Pedro a chamava de "Dadama" pois não conseguia pronunciar corretamente quando criança a palavra "dama". Entretanto, ele continuou a chamá-la dessa maneira até já adulto por afeição e por considerá-la uma mãe postiça. Como era comum dentre a realeza dessa época, ele não foi amamentado por sua mãe. Em vez disso, a imigrante suíça Marie Catherine Equey foi escolhida como sua ama de leite. Maria Leopoldina morreu em 11 de dezembro de 1826 quando Pedro tinha apenas um ano de idade, poucos dias depois de ter abortado um bebê menino. Pedro cresceria e não teria nenhuma memória da mãe, sabendo apenas aquilo que as pessoas comentavam e contavam sobre ela. De seu pai "não retinha uma imagem clara".Pedro I se casou novamente dois anos e meio depois com a princesa Amélia de Leuchtenberg. Pedro passou pouco tempo com a madrasta, que acabaria por deixar o país dois anos depois. Mesmo assim eles tiveram uma relação bem próxima e mantiveram-se em contato por cartas até a morte dela em 1878. Tão forte foi a influência de Amélia no príncipe que ele até sua morte a considerou como sua mãe e quando adulto "a mulher ideal, a quem ele sempre buscou, era morena, vivaz e inteligente, e notadamente mais velha do que ele". Pedro I abdicou da coroa em 7 de abril de 1831 depois de um longo conflito contra liberais federalistas. Ele e a esposa imediatamente partiram para Portugal a fim de reconquistar a coroa de Maria II, que havia sido usurpada por D. Miguel.3334 Deixado para trás junto com as irmãs mais velhas, o Príncipe Imperial assim se tornou o imperador Pedro II. Pedro, então com cinco anos de idade, acordou na manhã do dia 7 de abril com a coroa imperial ao lado de sua cama. Pedro I e Améliajá tinham deixado o solo brasileiro abordo da fragata inglesa HMS Warspite. Pedro II escreveu uma carta de despedida ao pai com a ajuda de Mariana de Verna. Ao recebê-la o ex-monarca chorou e respondeu chamando o menino de "Meu amado filho, e meu Imperador". Seu pai e madrasta permaneceram a bordo do Warspite por mais cinco dias antes de partirem para a Europa, porém eles nunca viram o jovem imperador nesse período. Pedro I permaneceria angustiado pelo restante de sua vida sobre a ausência dos filhos e preocupado com seus futuros. Pedro II sentia saudades do pai e madrasta (que havia assumido o papel de mãe), possivelmente sendo um dos motivos por sua posterior falta de demonstração de emoção em público. De fato, a "inesperada perda da família assombraria Pedro II pelo resto da vida".Três de suas irmãs também ficaram para trás: as princesas D. Januária, D. Paula e D. Francisca Pedro foi aclamado em 9 de abril como o novo imperador. Ele chorou na carruagem ao lado de Mariana de Verna ainda desnorteado pelo abandono dos pais e assustado pelas grandes multidões que acompanhavam seu trajeto até o Paço Imperial. O jovem imperador foi exibido em uma das janelas do palácio para o povo junto com suas três irmãs. Pedro ficou em cima de uma cadeira para que as centenas de pessoas reunidas pudessem vê-lo melhor e para que ele conseguisse ver suas aclamações. Os brasileiros ficaram comovidos pela "figura do pequeno órfão que deveria governá-los".Toda essa provação, seguida pelos bramidos dos canhões que o saudavam, foi tão traumática que ela talvez possa ser a explicação por sua aversão a cerimônias públicas quando adulto.

Informações

Lance

    • Lote Vendido
Termos e Condições
Condições de Pagamento
Frete e Envio
  • TERMOS E CONDIÇÕES

    O presente instrumento, denominado "Termos e Condições do Leilão", tem por objetivo regular a participação de usuários (arrematantes) no sistema online de leilões.

    1. As obras que compõem o presente LEILÃO foram periciadas pelos organizadores que,solidários com os proprietários das mesmas, se responsabilizam por suas descrições.

    2. Em caso eventual de engano na expertise de obras, comprovado por peritos idôneos, e mediante laudo assinado, ficará desfeita a venda, desde que a reclamação seja feitaem até 5 dias após o fim do leilão e/ou acesso à mercadoria. Findo este prazo, não mais serão admitidas quaisquer reclamação, considerando-se definitiva a venda.

    3. Obras estrangeiras serão sempre vendidas como "Atribuídas".

    4. O Leiloeiro(a) não é proprietário dos lotes, mas o faz em nome de terceiros, que são responsáveis pela licitude e desembaraço dos mesmos.

    5. Elaborou-se com esmero o catálogo, cujos lotes se acham descritos de modo objetivo.

    As obras serão vendidas "NO ESTADO" em que foram recebidas e expostas. Descrição de estado ou vícios decorrentes do uso será descrito dentro do possível, mas sem obrigação.

    Pelo que se solicita aos interessados ou seus peritos, prévio e detalhado exame até o dia do pregão.

    Depois da venda realizada não serão aceitas reclamações quanto ao estado das mesmas, nem servirá de alegação para descumprir o compromisso firmado.

    6. O leilão obedecerá rigorosamente à ordem dos lotes apresentada no catalogo. Todos os lotes poderão receber lances prévios antes da data de realização do pregão(*).

    Contudo, o lance vencedor será registrado somente durante o pregão ao vivo (data e horário divulgado no catálogo).

    É somente nesta data que o Leiloeiro(a) "baterá o martelo", formalizando cada lote como "Lote vendido".

    Os lances efetuados após a apresentação do lote no pregão, terão seu aceite ou não submetidos ao crivo do Leiloeiro(a) responsável.

    7. Ofertas por escrito podem ser feitas antes dos leilões, ou autorizar a lançar em seu nome; o que poderá ser feito por funcionário autorizado pelo Leiloeiro(a).

    8. O Leiloeiro(a) colocará, a titulo de CORTESIA, de forma gratuita e confidencial, serviço de arrematação pelo telefone e Internet, sem que isto o obrigue legalmente perante falhas de terceiros.

    8.1. LANCES PELA INTERNET: Para a participação nos leilões online faz-se necessário possuir um cadastro válido e ativo.

    Caso não possua cadastro, este poderá ser efetuado diretamente através do site do respectivo leilão, sendo certo que este deverá ser atualizado sempre que necessário.

    8.1.1 O acesso ao sistema de leilões online pelo usuário poderá ser cancelado ou suspenso a qualquer tempo e sob o exclusivo critério do Leiloeiro(a), não havendo direito a qualquer reclamação ou indenização.

    8.2. O arrematante poderá efetuar lances automáticos, de tal maneira que, se outro arrematante cobrir sua oferta, o sistema automaticamente gerará um novo lance para aquele arrematante,

    acrescido do incremento mínimo, até o limite máximo estabelecido pelo arrematante. Os lances automáticos ficarão registrados no sistema com a data em que forem efetuados.

    Os lances ofertados são IRREVOGÁVEIS e IRRETRATÁVEIS. O arrematante é responsável por todos os lances feitos em seu nome, os quais somente poderão ser anulados e/ou cancelados de acordo com autorização do leiloeiro(a) responsável.

    8.3. Em caso de empate entre arrematantes que efetivaram lances no mesmo lote e de mesmo valor, prevalecerá vencedor aquele que lançou primeiro (data e hora do registro do lance no site),devendo ser considerado inclusive que o lance automático fica registrado na data em que foi feito. Para desempate, o lance automático prevalecerá sobre o lance manual.

    9. O Leiloeiro(a) se reserva o direito de não aceitar lances de licitante com obrigações pendentes.

    10. Adquiridas as obras e assinado pelo arrematante o compromisso de compra, NÃO MAIS SERÃO ADMITIDAS DESISTÊNCIAS sob qualquer alegação.

    11. O arremate será sempre em moeda nacional. A progressão dos lances, nunca inferior a 5% do anterior, e sempre em múltiplo de dez. Outro procedimento será sempre por licença do Leiloeiro(a); o que não cria novação.

    12. As obras adquiridas deverão ser pagas e retiradas IMPRETERIVELMENTE em até 72 horas após o término do leilão, e serão acrescidas da comissão do Leiloeiro(a), (5%).

    Não sendo obedecido o prazo previsto, o Leiloeiro poderá dar por desfeita a venda e efetuar o bloqueio da respectiva cartela até respectiva quitação de taxas e multas equivalentes.

    13. As despesas com as remessas dos lotes adquiridos, caso estes não possam ser retirados, serão de inteira responsabilidade dos arrematantes.

    O cálculo de frete, serviços de embalagem e despacho das mercadorias deverão ser considerados como Cortesia e serão efetuados pelas Galerias e/ou Organizadores mediante prévia indicação pelo arrematante da empresaresponsável pelo transporte e respectivo pagamento dos custos de envio, ficando o Leiloeiro(a) e as Galerias e/ou Organizadores isentos de qualquer responsabilidade em caso de extravio, furto e/ou dano à mercadoria.

    14. O Leiloeiro(a) reserva-se ao direito de cancelar o lance, caso o arrematante adote posturas consideradas ofensivas, desrespeitosas ou inapropriadas, seja antes ou durante a realização de leilão.

    Poderá haver cancelamento de qualquer oferta de compra, sempre que não for possível comprovar a identidade do usuário ou caso este venha a descumprir quaisquer condições estabelecidas no presente contrato,dentre elas, a utilização de cadastros paralelos objetivando se eximir das responsabilidades previstas neste Termo.

    15. - O arrematante assume neste ato, expressamente, que responderá, civil e criminalmente, pelo uso de qualquer equipamento, programa ou procedimento que vise interferir no funcionamento do site.

    16. - O arrematante, ao clicar ACEITO declara ter lido e aceito o conteúdo do presente "termos e condições", sem nenhuma oposição, inclusive, não tem ressalva a fazer sobre as condições aqui estabelecidas.

    Também declara ter capacidade, autoridade e legitimidade para assumir responsabilidades e obrigações através do presente instrumento.

    17. Todas as controvérsias oriundas ou relacionadas ao presente Termo, deverão ser resolvidas, primeiramente, por negociação e/ou mediação entre as Partes.

    Não logrando êxito, a controvérsia poderá vir a ser resolvida por interpelação judicial.

    18. A Parte interessada em iniciar o procedimento de negociação/mediação deverá comunicar a outra parte por escrito, detalhando a sua reclamação, bem como apresentando proposta para a solução da questão,sendo concedido prazo de até 10 (dez) dias para a outra Parte apresentar sua manifestação.

    Fica eleito o foro do estado do Comarca da Capital, para dirimir qualquer controvérsia oriunda deste instrumento não equacionada via negociação e/ou mediação,com a expressa renuncia a outro por mais privilegiado que seja ou venha a ser.

    Leilão - forma de alienação de bens.

    *Pregão - forma de licitação pública, em data e horário pré-definidos, onde é validado a escolha do melhor candidato pelo respectivo leiloeiro(a) responsável.

  • CONDIÇÕES DE PAGAMENTO

    À vista, acrescido da taxa do leiloeiro de 5 %.

    Através de depósito ou transferência bancária em conta a ser informada através do e-mail de cobrança.

    Não aceitamos cartões de crédito.

    Para depósitos em cheque, as peças serão liberadas para retirada/envio somente após a compensação.

  • FRETE E ENVIO

    Enviamos através dos Correios para todo o Brasil.

    As despesas com retirada e remessa dos lotes, são de responsabilidade dos arrematantes.

    Em caso de envio por transportadoras, esta deverá ser providenciada pelo Arrematante.