Lote 24
Carregando...

Tipo:
Porcelana

MEISSEN MARCAS DA ERA MAX ADOLF PFEIFFER. BELA ESCULTURA EM PORCELANA REPRESENTANDO CAMPONESA COM GAIOLA E PÁSSARO, TRAZENDO CESTO AS COSTAS. SOB A BASE MARCAS DE MEISSEM PARA O PERIODO DE MARX ADOLF PFEIFFER DEC. 1920, UM PERÍODO DE EXPLENDOR DA MANUFATURA. POUCAS PESSOAS OFERECERAM UMA CONTRIBUIÇÃO TÃO GRANDE PARA A INDÚSTRIA ALEMÃ DE PORCELANA COMO PFEIFFER QUE TRABALHOU NAS MAIS IMPORTANTES MANUFATURAS GERMÂNICAS. ALEMANHA, INICIO DO SEC. XX. 21CM DE ALTURA (POSSUI RESTAUROS ANTIGOS)NOTA: Max Adolf Pfeiffer (* 22. junho 1875 em Berlim , 14. janeiro 1957 na casa Falkenheim em Tutzing ) foi um alemão engenheiro mecânico - engenheiro e gerente na indústria cerâmica . Sob sua direção, a fábrica de porcelana Meissen experimentou um boom artístico especial na década de 1920. Pfeiffer era filho de um capitão da polícia e frequentou o Friedrich-Wilhelms-Gymnasium em Berlim de 1881 a 1888 e o Kaiser-Friedrich-Gymnasium em Frankfurt am Main de 1888 a 1895 . Então, de 1895 a 1899 engenharia mecânica e química estudou na Universidade Técnica de Darmstadt (1895-1896) e na Universidade Técnica de Braunschweig (1896-1899), ele se formou com o primeiro exame estatal é mais tarde o par; e foi, até 1900 conceder o grau acadêmico estabelecido de engenheiro graduado. De 1899 a 1901 Pfeiffer inicialmente ficou como assistente na Universidade Técnica de Braunschweig. Em 1901 e 1902, ele lecionou como professor na Friedrichs-Polytechnikum em Köthen (Anhalt) . Em 1902 ele conseguiu um emprego como designer na fábrica de máquinas A. Borsig em Berlim, mas em 1903 mudou-se para a Jacobiwerk em Meien na mesma posição , que construía máquinas de cerâmica e moinhos de polpa. De 1904 a 1908 foi assistente de construção na Universidade Técnica de Dresden , de 1908 a 1912 foi diretor das oficinas de arte em porcelana de Schwarzburg em Unterweibach(Turíngia). Desde 1913, o mais tardar, ele foi membro da Werkbund alemã . Em 1º de abril de 1913, Pfeiffer foi nomeado diretor comercial da fábrica de porcelana de Meissen. Em 1916, durante a Primeira Guerra Mundial , ele conseguiu construir um museu fabril. A partir de 1 de novembro de 1918, ele chefiou a fábrica de porcelana como diretor geral . Após o fim da guerra, Pfeiffer fez campanha para um memorial aos caídos em Meien, que foi finalmente implementado na Nikolaikirche com um equipamento artístico e tecnicamente sofisticado pela fábrica de porcelana Meiner e inaugurado em 1929. O primeiro carrilhão de porcelana ajustável e jogável também foi criado em 1929 inaugurado na Frauenkirche Meien, que foi criada por sugestão de Pfeiffer na fábrica de Meien. Durante os anos de 1924 a 1934, a marca da espada foi fornecida com um ponto adicional no topo entre as lâminas (o chamado tempo de Pfeiffer ). Ao produzir com base em modelos de Paul Scheurich , Max Esser , Gerhard Marcks, Ernst Barlach , Emil Paul Börner e outros artistas, deu à manufatura de porcelana Meissen um destaque internacional. Depois que os nacional-socialistas chegaram ao poder , Pfeiffer foi dispensado em 20 de maio de 1933 e finalmente demitido em 31 de março de 1934. Em seguida, ele trabalhou como consultor para a fábrica de porcelana Lorenz Hutschenreuther AG Selb . De 1938 a 1946, foi diretor do Königliche Porzellan-Manufaktur Berlin . Além disso, de 1941 a 1945 ele dirigiu a fábrica de vidro de Karlsbad . Pfeiffer passou seus anos crepusculares no Lago Starnberg.

Peça

Visitas: 75

Tipo: Porcelana

MEISSEN MARCAS DA ERA MAX ADOLF PFEIFFER. BELA ESCULTURA EM PORCELANA REPRESENTANDO CAMPONESA COM GAIOLA E PÁSSARO, TRAZENDO CESTO AS COSTAS. SOB A BASE MARCAS DE MEISSEM PARA O PERIODO DE MARX ADOLF PFEIFFER DEC. 1920, UM PERÍODO DE EXPLENDOR DA MANUFATURA. POUCAS PESSOAS OFERECERAM UMA CONTRIBUIÇÃO TÃO GRANDE PARA A INDÚSTRIA ALEMÃ DE PORCELANA COMO PFEIFFER QUE TRABALHOU NAS MAIS IMPORTANTES MANUFATURAS GERMÂNICAS. ALEMANHA, INICIO DO SEC. XX. 21CM DE ALTURA (POSSUI RESTAUROS ANTIGOS)NOTA: Max Adolf Pfeiffer (* 22. junho 1875 em Berlim , 14. janeiro 1957 na casa Falkenheim em Tutzing ) foi um alemão engenheiro mecânico - engenheiro e gerente na indústria cerâmica . Sob sua direção, a fábrica de porcelana Meissen experimentou um boom artístico especial na década de 1920. Pfeiffer era filho de um capitão da polícia e frequentou o Friedrich-Wilhelms-Gymnasium em Berlim de 1881 a 1888 e o Kaiser-Friedrich-Gymnasium em Frankfurt am Main de 1888 a 1895 . Então, de 1895 a 1899 engenharia mecânica e química estudou na Universidade Técnica de Darmstadt (1895-1896) e na Universidade Técnica de Braunschweig (1896-1899), ele se formou com o primeiro exame estatal é mais tarde o par; e foi, até 1900 conceder o grau acadêmico estabelecido de engenheiro graduado. De 1899 a 1901 Pfeiffer inicialmente ficou como assistente na Universidade Técnica de Braunschweig. Em 1901 e 1902, ele lecionou como professor na Friedrichs-Polytechnikum em Köthen (Anhalt) . Em 1902 ele conseguiu um emprego como designer na fábrica de máquinas A. Borsig em Berlim, mas em 1903 mudou-se para a Jacobiwerk em Meien na mesma posição , que construía máquinas de cerâmica e moinhos de polpa. De 1904 a 1908 foi assistente de construção na Universidade Técnica de Dresden , de 1908 a 1912 foi diretor das oficinas de arte em porcelana de Schwarzburg em Unterweibach(Turíngia). Desde 1913, o mais tardar, ele foi membro da Werkbund alemã . Em 1º de abril de 1913, Pfeiffer foi nomeado diretor comercial da fábrica de porcelana de Meissen. Em 1916, durante a Primeira Guerra Mundial , ele conseguiu construir um museu fabril. A partir de 1 de novembro de 1918, ele chefiou a fábrica de porcelana como diretor geral . Após o fim da guerra, Pfeiffer fez campanha para um memorial aos caídos em Meien, que foi finalmente implementado na Nikolaikirche com um equipamento artístico e tecnicamente sofisticado pela fábrica de porcelana Meiner e inaugurado em 1929. O primeiro carrilhão de porcelana ajustável e jogável também foi criado em 1929 inaugurado na Frauenkirche Meien, que foi criada por sugestão de Pfeiffer na fábrica de Meien. Durante os anos de 1924 a 1934, a marca da espada foi fornecida com um ponto adicional no topo entre as lâminas (o chamado tempo de Pfeiffer ). Ao produzir com base em modelos de Paul Scheurich , Max Esser , Gerhard Marcks, Ernst Barlach , Emil Paul Börner e outros artistas, deu à manufatura de porcelana Meissen um destaque internacional. Depois que os nacional-socialistas chegaram ao poder , Pfeiffer foi dispensado em 20 de maio de 1933 e finalmente demitido em 31 de março de 1934. Em seguida, ele trabalhou como consultor para a fábrica de porcelana Lorenz Hutschenreuther AG Selb . De 1938 a 1946, foi diretor do Königliche Porzellan-Manufaktur Berlin . Além disso, de 1941 a 1945 ele dirigiu a fábrica de vidro de Karlsbad . Pfeiffer passou seus anos crepusculares no Lago Starnberg.

Informações

Lance

    • 8 lance(s)

    • R$ 600.00

  • Lote Vendido
Termos e Condições
Condições de Pagamento
Frete e Envio
  • TERMOS E CONDIÇÕES

    1ª. As peças que compõem o presente LEILÃO, foram cuidadosamente examinadas pelos organizadores que, solidários com os proprietários das mesmas, se responsabilizam por suas descrições.

    2ª. Em caso eventual de engano na autenticidade de peças, comprovado por peritos idôneos, e mediante laudo assinado, ficará desfeita a venda, desde que a reclamação seja feita em até 5 dias após o término do leilão. Findo o prazo, não será mais admitidas quaisquer reclamação, considerando-se definitiva a venda.

    3ª. As peças estrangeiras serão sempre vendidas como Atribuídas.

    4ª. O Leiloeiro não é proprietário dos lotes, mas o faz em nome de terceiros, que são responsáveis pela licitude e desembaraço dos mesmos.

    5ª. Elaborou-se com esmero o catálogo, cujos lotes se acham descritos de modo objetivo. As peças serão vendidas NO ESTADO em que foram recebidas e expostas. Descrição de estado ou vícios decorrentes do uso será descrito dentro do possível, mas sem obrigação. Pelo que se solicita aos interessados ou seus peritos, prévio e detalhado exame até o dia do pregão. Depois da venda realizada não serão aceitas reclamações quanto ao estado das mesmas nem servirá de alegação para descumprir compromisso firmado.

    6ª. Os leilões obedecem rigorosamente à ordem do catalogo.

    7ª. Ofertas por escrito podem ser feitas antes dos leilões, ou autorizar a lançar em seu nome; o que será feito por funcionário autorizado.

    8ª. Os Organizadores colocarão a título de CORTESIA, de forma gratuita e confidencial, serviço de arrematação pelo telefone e Internet, sem que isto o obrigue legalmente perante falhas de terceiros.

    8.1. LANCES PELA INTERNET: O arrematante poderá efetuar lances automáticos, de tal maneira que, se outro arrematante cobrir sua oferta, o sistema automaticamente gerará um novo lance para aquele arrematante, acrescido do incremento mínimo, até o limite máximo estabelecido pelo arrematante. Os lances automáticos ficarão registrados no sistema com a data em que forem feitos. Os lances ofertados são IRREVOGÁVEIS e IRRETRATÁVEIS. O arrematante é responsável por todos os lances feitos em seu nome, pelo que os lances não podem ser anulados e/ou cancelados em nenhuma hipótese.

    8.2. Em caso de empate entre arrematantes que efetivaram lances no mesmo lote e de mesmo valor, prevalecerá vencedor aquele que lançou primeiro (data e hora do registro do lance no site), devendo ser considerado inclusive que o lance automático fica registrado na data em que foi feito. Para desempate, o lance automático prevalecerá sobre o lance manual.

    9ª. O Organizador se reserva o direito de não aceitar lances de licitante com obrigações pendentes.

    10ª. Adquiridas as peças e assinado pelo arrematante o compromisso de compra, NÃO MAIS SERÃO ADMITIDAS DESISTÊNCIAS sob qualquer alegação.

    11ª. O arremate será sempre em moeda nacional. A progressão dos lances, nunca inferior a 5% do anterior, e sempre em múltiplo de dez. Outro procedimento será sempre por licença do Leiloeiro; o que não cria novação.

    12ª. Em caso de litígio prevalece a palavra do Leiloeiro.

    13ª. As peças adquiridas deverão ser pagas e retiradas IMPRETERIVELMENTE em até 48 horas após o término do leilão, e serão acrescidas da comissão do Leiloeiro, (5%). Não sendo obedecido o prazo previsto, o Leiloeiro poderá dar por desfeita a venda e, por via de EXECUÇÃO JUDICIAL, cobrar sua comissão e a dos organizadores.

    14ª. As despesas com as remessas dos lotes adquiridos, caso estes não possam ser retirados, serão de inteira responsabilidade dos arrematantes. O cálculo de frete, serviços de embalagem e despacho das mercadorias deverão ser considerados como Cortesia e serão efetuados pelas Galerias e/ou Organizadores mediante prévia indicação da empresa responsável pelo transporte e respectivo pagamento dos custos de envio.

    15ª. Qualquer litígio referente ao presente leilão está subordinado à legislação brasileira e a jurisdição dos tribunais da cidade de Campinas - SP. Os casos omissos regem-se pela legislação pertinente, e em especial pelo Decreto 21.981, de 19 de outubro de 1932, Capítulo III, Arts. 19 a 43, com as alterações introduzidas pelo Decreto 22.427., de 1º. de fevereiro de 1933.

  • CONDIÇÕES DE PAGAMENTO

    A vista com acréscimo da taxa do leiloeiro de 5%.
    Através de depósito ou transferência bancária em conta a ser enviada por e-mail após o último dia do leilão.
    Não aceitamos cartões de crédito ou débito.
    O pagamento deverá ser efetuado até 72 horas após o término do leilão sob risco da venda ser desfeita.

  • FRETE E ENVIO

    As despesas com retirada e remessa dos lotes, são de responsabilidade dos arrematantes. Veja nas Condições de Venda do Leilão.
    Despachamos para todos os estados. A titulo de cortesia a casa poderá embrulhar as peças arrematadas e providenciar transportadora adequada