Lote 3
Carregando...

Tipo:
Prata de Lei

MARIA PIA MATARAZZO CAIXA EM PRATA DE LEI PARA confetti alla mandorla MATRIMONIO (CONFEITOS DE AMÊNDOA OU AMENDOAS RECOBERTAS DE CASAMENTO). OFERECIDA COMO LEMBRANÇA DO CASAMENTO DE MARIA PIA MATARAZZO E ROBERTo LEE. TAMPA TEM AS INICIAIS MPR (MARIA PIA E ROBERTo). O CONFETTI ALLA MANDORLA MATRIMONIO É TRADICIONALMENTE OFERTADO EM CASAMENTOS ITALIANOS. A TRADIÇÃO REMONTA HÁ SÉCULOS ATRÁS, INICIALMENTE ERAM JOGADOS SOBRE OS NOIVOS JUNTO COM PÉTALAS NA SAÍDA DA IGREJA. SÃO SEMPRE BRANCOS PARA LEMBRAR A PUREZA DA NOIVA. DEVEM SER OFERTADOS EM NÚMERO DE CINCO SIMBOLIZANDO O DESEJO DE FERTILIDADE, SAÚDE, LONGEVIDADE, FELICIDADE E RIQUEZA. ALÉM DISSO O NÚMERO CINCO É INDIVISÍVEL, ASSIM COMO NÃO SE PODE DIVIDIR O CAMINHO DOS NOIVOS QUE ESTÃO COMEÇANDO SUA VIDA CONJUGAL. A CELEBRAÇÃO DAS BODAS DE MARIA PIA MATARAZZO E ROBERTO LEE CONTOU COM MAIS DE 1000 CONVIDADOS E CADA UM DELES RECEBEU UMA DESSAS CAIXAS EM PRATA DE LEI CONTENDO OS CONFEITOS. ITÁLIA, MEADOS DO SEC. XX. 8 CM DE ALTURA. NOTA: Em 1961, Maria Pia Matarazzo, atualmente com 68 anos, filha caçula de Francisco Matarazzo Jr. (1900-1977), casou-se com o engenheiro Roberto Lee (1934-1975), então com 26. Realizada na esplendorosa mansão dos Matarazzo na Avenida Paulista, a cerimônia teve mais de 1.000 convidados, que participaram de uma memorável festa regada a champanhe ao som de uma orquestra. Nem tudo foi fausto e encantamento na celebração desse matrimônio. Em nome da moral e dos bons costumes, o pai da noiva proibiu a entrada de um tio do genro, William Lee, na boda. Isso porque o homem era desquitado. Em represália, os pais de Roberto, industriais donos de uma ilha magnífica no Guarujá, não compareceram à cerimônia e fizeram uma segunda recepção. Cinco anos depois, veio a separação. Seria a primeira vez em que uma Matarazzo entraria para o hall das desquitadas, condição pouco aceitável para os padrões da época. De fato, na sociedade os rompimentos eram absolutamente incomuns, ainda por cima na família mais tradicional da cidade. MARIA PIA MATARAZZO - Maria Pia é a filha caçula doConde Francisco Matarazzo II, o Júnior(1900-1977) e de Mariangela Matarazzo (1905-1996), que em seu testamento a nomeou Maria Pia para assumir os negócios da família, então com 32 anos de idade, muito embora o grupo já estivesse combalido por dívidas crescentes.Em 1.977, assumiu a difícil missão de tentar reerguer as Indústrias Matarazzo, que contraíram vultosas dívidas no exterior na época de seu pai. Coube a Maria Pia a decisão de modernizar os métodos administrativos da empresa e desfazer-se de unidades fabris e setores problemáticos. Assumiu o comando de 62 empresas, 20 mil empregados e dívidas estimadas em centenas de milhões de dólares, já nos anos 70. Lutou incansavelmente para reerguer o império construído pelo avô. Os dramáticos esforços, contudo, não foram capazes de impedir as concordatas de 1983 e 1990, quando o Grupo, seriamente afetado, não mais conseguiu se reerguer. Fiel à tradição do Grupo Matarazzo, ela empreendeu e procurou manter vivas as operações fabris de suas empresas. Recebeu a Medalha da Inconfidência Mineira e a Comenda Cairú, além de dezenas de outros títulos e homenagens. Integrou a comitiva do Presidente da República,Ernesto Geisel, na visita oficial à Alemanha, em 1.978. Foi recebida pelo Presidente da República em exercício, Aureliano Chaves, para comunicar a concordata de 1.983. Em 1.990, esteve com o Presidente dos Estados Unidos George Bush em jantar oferecido pelo Presidente Fernando Collor de Mello no Itamaraty. Em 2015, seu filho José Eduardo, recebeu Sua Alteza Real, Príncipe Henry de Gales (Príncipe Harry), neto da Rainha Elizabeth II, do Reino Unido. Juntamente com sua mãe a condessa Mariângela Matarazzo, foi a última moradora da mansão da família localizada naavenida Paulista, ainda na década de 1980.

Peça

Visitas: 121

Tipo: Prata de Lei

MARIA PIA MATARAZZO CAIXA EM PRATA DE LEI PARA confetti alla mandorla MATRIMONIO (CONFEITOS DE AMÊNDOA OU AMENDOAS RECOBERTAS DE CASAMENTO). OFERECIDA COMO LEMBRANÇA DO CASAMENTO DE MARIA PIA MATARAZZO E ROBERTo LEE. TAMPA TEM AS INICIAIS MPR (MARIA PIA E ROBERTo). O CONFETTI ALLA MANDORLA MATRIMONIO É TRADICIONALMENTE OFERTADO EM CASAMENTOS ITALIANOS. A TRADIÇÃO REMONTA HÁ SÉCULOS ATRÁS, INICIALMENTE ERAM JOGADOS SOBRE OS NOIVOS JUNTO COM PÉTALAS NA SAÍDA DA IGREJA. SÃO SEMPRE BRANCOS PARA LEMBRAR A PUREZA DA NOIVA. DEVEM SER OFERTADOS EM NÚMERO DE CINCO SIMBOLIZANDO O DESEJO DE FERTILIDADE, SAÚDE, LONGEVIDADE, FELICIDADE E RIQUEZA. ALÉM DISSO O NÚMERO CINCO É INDIVISÍVEL, ASSIM COMO NÃO SE PODE DIVIDIR O CAMINHO DOS NOIVOS QUE ESTÃO COMEÇANDO SUA VIDA CONJUGAL. A CELEBRAÇÃO DAS BODAS DE MARIA PIA MATARAZZO E ROBERTO LEE CONTOU COM MAIS DE 1000 CONVIDADOS E CADA UM DELES RECEBEU UMA DESSAS CAIXAS EM PRATA DE LEI CONTENDO OS CONFEITOS. ITÁLIA, MEADOS DO SEC. XX. 8 CM DE ALTURA. NOTA: Em 1961, Maria Pia Matarazzo, atualmente com 68 anos, filha caçula de Francisco Matarazzo Jr. (1900-1977), casou-se com o engenheiro Roberto Lee (1934-1975), então com 26. Realizada na esplendorosa mansão dos Matarazzo na Avenida Paulista, a cerimônia teve mais de 1.000 convidados, que participaram de uma memorável festa regada a champanhe ao som de uma orquestra. Nem tudo foi fausto e encantamento na celebração desse matrimônio. Em nome da moral e dos bons costumes, o pai da noiva proibiu a entrada de um tio do genro, William Lee, na boda. Isso porque o homem era desquitado. Em represália, os pais de Roberto, industriais donos de uma ilha magnífica no Guarujá, não compareceram à cerimônia e fizeram uma segunda recepção. Cinco anos depois, veio a separação. Seria a primeira vez em que uma Matarazzo entraria para o hall das desquitadas, condição pouco aceitável para os padrões da época. De fato, na sociedade os rompimentos eram absolutamente incomuns, ainda por cima na família mais tradicional da cidade. MARIA PIA MATARAZZO - Maria Pia é a filha caçula doConde Francisco Matarazzo II, o Júnior(1900-1977) e de Mariangela Matarazzo (1905-1996), que em seu testamento a nomeou Maria Pia para assumir os negócios da família, então com 32 anos de idade, muito embora o grupo já estivesse combalido por dívidas crescentes.Em 1.977, assumiu a difícil missão de tentar reerguer as Indústrias Matarazzo, que contraíram vultosas dívidas no exterior na época de seu pai. Coube a Maria Pia a decisão de modernizar os métodos administrativos da empresa e desfazer-se de unidades fabris e setores problemáticos. Assumiu o comando de 62 empresas, 20 mil empregados e dívidas estimadas em centenas de milhões de dólares, já nos anos 70. Lutou incansavelmente para reerguer o império construído pelo avô. Os dramáticos esforços, contudo, não foram capazes de impedir as concordatas de 1983 e 1990, quando o Grupo, seriamente afetado, não mais conseguiu se reerguer. Fiel à tradição do Grupo Matarazzo, ela empreendeu e procurou manter vivas as operações fabris de suas empresas. Recebeu a Medalha da Inconfidência Mineira e a Comenda Cairú, além de dezenas de outros títulos e homenagens. Integrou a comitiva do Presidente da República,Ernesto Geisel, na visita oficial à Alemanha, em 1.978. Foi recebida pelo Presidente da República em exercício, Aureliano Chaves, para comunicar a concordata de 1.983. Em 1.990, esteve com o Presidente dos Estados Unidos George Bush em jantar oferecido pelo Presidente Fernando Collor de Mello no Itamaraty. Em 2015, seu filho José Eduardo, recebeu Sua Alteza Real, Príncipe Henry de Gales (Príncipe Harry), neto da Rainha Elizabeth II, do Reino Unido. Juntamente com sua mãe a condessa Mariângela Matarazzo, foi a última moradora da mansão da família localizada naavenida Paulista, ainda na década de 1980.

Informações

Lance

    • 18 lance(s)

    • R$ 850.00

  • Lote Vendido
Termos e Condições
Condições de Pagamento
Frete e Envio
  • TERMOS E CONDIÇÕES

    1ª. As peças que compõem o presente LEILÃO, foram cuidadosamente examinadas pelos organizadores que, solidários com os proprietários das mesmas, se responsabilizam por suas descrições.

    2ª. Em caso eventual de engano na autenticidade de peças, comprovado por peritos idôneos, e mediante laudo assinado, ficará desfeita a venda, desde que a reclamação seja feita em até 5 dias após o término do leilão. Findo o prazo, não será mais admitidas quaisquer reclamação, considerando-se definitiva a venda.

    3ª. As peças estrangeiras serão sempre vendidas como Atribuídas.

    4ª. O Leiloeiro não é proprietário dos lotes, mas o faz em nome de terceiros, que são responsáveis pela licitude e desembaraço dos mesmos.

    5ª. Elaborou-se com esmero o catálogo, cujos lotes se acham descritos de modo objetivo. As peças serão vendidas NO ESTADO em que foram recebidas e expostas. Descrição de estado ou vícios decorrentes do uso será descrito dentro do possível, mas sem obrigação. Pelo que se solicita aos interessados ou seus peritos, prévio e detalhado exame até o dia do pregão. Depois da venda realizada não serão aceitas reclamações quanto ao estado das mesmas nem servirá de alegação para descumprir compromisso firmado.

    6ª. Os leilões obedecem rigorosamente à ordem do catalogo.

    7ª. Ofertas por escrito podem ser feitas antes dos leilões, ou autorizar a lançar em seu nome; o que será feito por funcionário autorizado.

    8ª. Os Organizadores colocarão a título de CORTESIA, de forma gratuita e confidencial, serviço de arrematação pelo telefone e Internet, sem que isto o obrigue legalmente perante falhas de terceiros.

    8.1. LANCES PELA INTERNET: O arrematante poderá efetuar lances automáticos, de tal maneira que, se outro arrematante cobrir sua oferta, o sistema automaticamente gerará um novo lance para aquele arrematante, acrescido do incremento mínimo, até o limite máximo estabelecido pelo arrematante. Os lances automáticos ficarão registrados no sistema com a data em que forem feitos. Os lances ofertados são IRREVOGÁVEIS e IRRETRATÁVEIS. O arrematante é responsável por todos os lances feitos em seu nome, pelo que os lances não podem ser anulados e/ou cancelados em nenhuma hipótese.

    8.2. Em caso de empate entre arrematantes que efetivaram lances no mesmo lote e de mesmo valor, prevalecerá vencedor aquele que lançou primeiro (data e hora do registro do lance no site), devendo ser considerado inclusive que o lance automático fica registrado na data em que foi feito. Para desempate, o lance automático prevalecerá sobre o lance manual.

    9ª. O Organizador se reserva o direito de não aceitar lances de licitante com obrigações pendentes.

    10ª. Adquiridas as peças e assinado pelo arrematante o compromisso de compra, NÃO MAIS SERÃO ADMITIDAS DESISTÊNCIAS sob qualquer alegação.

    11ª. O arremate será sempre em moeda nacional. A progressão dos lances, nunca inferior a 5% do anterior, e sempre em múltiplo de dez. Outro procedimento será sempre por licença do Leiloeiro; o que não cria novação.

    12ª. Em caso de litígio prevalece a palavra do Leiloeiro.

    13ª. As peças adquiridas deverão ser pagas e retiradas IMPRETERIVELMENTE em até 48 horas após o término do leilão, e serão acrescidas da comissão do Leiloeiro, (5%). Não sendo obedecido o prazo previsto, o Leiloeiro poderá dar por desfeita a venda e, por via de EXECUÇÃO JUDICIAL, cobrar sua comissão e a dos organizadores.

    14ª. As despesas com as remessas dos lotes adquiridos, caso estes não possam ser retirados, serão de inteira responsabilidade dos arrematantes. O cálculo de frete, serviços de embalagem e despacho das mercadorias deverão ser considerados como Cortesia e serão efetuados pelas Galerias e/ou Organizadores mediante prévia indicação da empresa responsável pelo transporte e respectivo pagamento dos custos de envio.

    15ª. Qualquer litígio referente ao presente leilão está subordinado à legislação brasileira e a jurisdição dos tribunais da cidade de Campinas - SP. Os casos omissos regem-se pela legislação pertinente, e em especial pelo Decreto 21.981, de 19 de outubro de 1932, Capítulo III, Arts. 19 a 43, com as alterações introduzidas pelo Decreto 22.427., de 1º. de fevereiro de 1933.

  • CONDIÇÕES DE PAGAMENTO

    A vista com acréscimo da taxa do leiloeiro de 5%.
    Através de depósito ou transferência bancária em conta a ser enviada por e-mail após o último dia do leilão.
    Não aceitamos cartões de crédito ou débito.
    O pagamento deverá ser efetuado até 72 horas após o término do leilão sob risco da venda ser desfeita.

  • FRETE E ENVIO

    As despesas com retirada e remessa dos lotes, são de responsabilidade dos arrematantes. Veja nas Condições de Venda do Leilão.
    Despachamos para todos os estados. A titulo de cortesia a casa poderá embrulhar as peças arrematadas e providenciar transportadora adequada