Item 291 de 412 Itens
Mobiliário

SÉRGIO RODRIGUES PAR DE POLTRONAS LEVES KILIN (DE UM CONJUNTO COM TRÊS PARES E DUAS MESAS AUXILIARES) - ESTRUTURA EM MADEIRA DE LEI MACIÇA, COM DUAS LATERAIS E DUAS TRAVESSAS FIXAS COM CUNHAS; ENCOSTO E ASSENTO EM PEÇA ÚNICA EM TECIDO SIMULANDO COURO. ASSENTO DUPLA FACE NA TONALIDE AMARELO E VERMELHO BURGUNDY. REPRODUZIDA NAS P. 142 E 271 DO LIVRO SÉRGIO RODRIGUES, EDITADO POR SORAIA CALS (RIO DE JANEIRO: ICATU, 2000) 70 X 74 X 73 CMNOTA: Em 1956 Sergio Rodrigues fundou 'OCA Industries' em Ipanema, Rio de Janeiro. Uma marca que por duas décadas foi a marca registrada do mobiliário brasileiro moderno. O arquiteto Rodrigues abraçou materiais tradicionais como couro, eucalipto e madeira da árvore jacarandá.A proximidade de suas criações aos ícones do Brasil foi o fator que levou o júri do IV Concorso Internationale Del Mobile na Itália em 1961 a atribuir o primeiro lugar à sua Mole Chair e MOMA em Nova York para adicionar a peça à sua Coleção Permanente. Entre os projetos de Rodrigues, destacam-se a Embaixada do Brasil em Roma, a Universidade de Brasília, o Palácio Des Arcos, o Teatro Nacional de Brasília e a sede da Editora Bloch no Rio. Apaixonado pelo desenho e pela arte em madeira desde garoto, o mundialmente consagrado Sérgio Rodrigues (1927-2014), precursor do design brasileiro, fez história. Revolucionou a estética no País nos anos 1960, com seu estilo original de formas torneadas e generosas, representativo da cultura brasileira. Com esse conceito, a poltrona Mole, criada em 1957 e ainda hoje inovadora, é uma das mais importantes obras do século 20, responsável por projetar o Brasil no cenário mundial de design. O designer carioca projetou várias outras peças que se tornaram ícones, como o banco Mocho (1954), sua primeira criação, que ganhou uma nova reedição comemorativa em série limitada em 2014, e as poltronas Oscar (1956), Kilin (1973) e Diz (2003), entre tantas outras. Ao falar sobre o seu trabalho, ele costumava dizer que o móvel não é só a figura, a peça, não é só o material de que esta peça é composta, e sim alguma coisa que tem dentro dela. É o espírito da peça. É o espírito brasileiro. É o móvel brasileiro. Entre suas iniciativas de destaque, está a fundação, na década de 1950, da Oca, misto de loja, galeria e laboratório de ideias em Ipanema, e da Meia Pataca, em 1963. Sergio Rodrigues foi também colaborador dos mais importantes arquitetos brasileiros e prestou consultoria, no Brasil e no exterior, em projetos de interiores. http://dpot.com.br/sergio-rodrigues.html

Lote: 223

Visitas: 126

Tipo: Mobiliário

SÉRGIO RODRIGUES PAR DE POLTRONAS LEVES KILIN (DE UM CONJUNTO COM TRÊS PARES E DUAS MESAS AUXILIARES) - ESTRUTURA EM MADEIRA DE LEI MACIÇA, COM DUAS LATERAIS E DUAS TRAVESSAS FIXAS COM CUNHAS; ENCOSTO E ASSENTO EM PEÇA ÚNICA EM TECIDO SIMULANDO COURO. ASSENTO DUPLA FACE NA TONALIDE AMARELO E VERMELHO BURGUNDY. REPRODUZIDA NAS P. 142 E 271 DO LIVRO SÉRGIO RODRIGUES, EDITADO POR SORAIA CALS (RIO DE JANEIRO: ICATU, 2000) 70 X 74 X 73 CMNOTA: Em 1956 Sergio Rodrigues fundou 'OCA Industries' em Ipanema, Rio de Janeiro. Uma marca que por duas décadas foi a marca registrada do mobiliário brasileiro moderno. O arquiteto Rodrigues abraçou materiais tradicionais como couro, eucalipto e madeira da árvore jacarandá.A proximidade de suas criações aos ícones do Brasil foi o fator que levou o júri do IV Concorso Internationale Del Mobile na Itália em 1961 a atribuir o primeiro lugar à sua Mole Chair e MOMA em Nova York para adicionar a peça à sua Coleção Permanente. Entre os projetos de Rodrigues, destacam-se a Embaixada do Brasil em Roma, a Universidade de Brasília, o Palácio Des Arcos, o Teatro Nacional de Brasília e a sede da Editora Bloch no Rio. Apaixonado pelo desenho e pela arte em madeira desde garoto, o mundialmente consagrado Sérgio Rodrigues (1927-2014), precursor do design brasileiro, fez história. Revolucionou a estética no País nos anos 1960, com seu estilo original de formas torneadas e generosas, representativo da cultura brasileira. Com esse conceito, a poltrona Mole, criada em 1957 e ainda hoje inovadora, é uma das mais importantes obras do século 20, responsável por projetar o Brasil no cenário mundial de design. O designer carioca projetou várias outras peças que se tornaram ícones, como o banco Mocho (1954), sua primeira criação, que ganhou uma nova reedição comemorativa em série limitada em 2014, e as poltronas Oscar (1956), Kilin (1973) e Diz (2003), entre tantas outras. Ao falar sobre o seu trabalho, ele costumava dizer que o móvel não é só a figura, a peça, não é só o material de que esta peça é composta, e sim alguma coisa que tem dentro dela. É o espírito da peça. É o espírito brasileiro. É o móvel brasileiro. Entre suas iniciativas de destaque, está a fundação, na década de 1950, da Oca, misto de loja, galeria e laboratório de ideias em Ipanema, e da Meia Pataca, em 1963. Sergio Rodrigues foi também colaborador dos mais importantes arquitetos brasileiros e prestou consultoria, no Brasil e no exterior, em projetos de interiores. http://dpot.com.br/sergio-rodrigues.html

Item 291 de 412 Itens
Termos e Condições
Condições de Pagamento
Frete e Envio
  • TERMOS E CONDIÇÕES

    1ª. As peças que compõem o presente LEILÃO, foram cuidadosamente examinadas pelos organizadores que, solidários com os proprietários das mesmas, se responsabilizam por suas descrições.

    2ª. Em caso eventual de engano na autenticidade de peças, comprovado por peritos idôneos, e mediante laudo assinado, ficará desfeita a venda, desde que a reclamação seja feita em até 5 dias após o término do leilão. Findo o prazo, não será mais admitidas quaisquer reclamação, considerando-se definitiva a venda.

    3ª. As peças estrangeiras serão sempre vendidas como Atribuídas.

    4ª. O Leiloeiro não é proprietário dos lotes, mas o faz em nome de terceiros, que são responsáveis pela licitude e desembaraço dos mesmos.

    5ª. Elaborou-se com esmero o catálogo, cujos lotes se acham descritos de modo objetivo. As peças serão vendidas NO ESTADO em que foram recebidas e expostas. Descrição de estado ou vícios decorrentes do uso será descrito dentro do possível, mas sem obrigação. Pelo que se solicita aos interessados ou seus peritos, prévio e detalhado exame até o dia do pregão. Depois da venda realizada não serão aceitas reclamações quanto ao estado das mesmas nem servirá de alegação para descumprir compromisso firmado.

    6ª. Os leilões obedecem rigorosamente à ordem do catalogo.

    7ª. Ofertas por escrito podem ser feitas antes dos leilões, ou autorizar a lançar em seu nome; o que será feito por funcionário autorizado.

    8ª. Os Organizadores colocarão a título de CORTESIA, de forma gratuita e confidencial, serviço de arrematação pelo telefone e Internet, sem que isto o obrigue legalmente perante falhas de terceiros.

    8.1. LANCES PELA INTERNET: O arrematante poderá efetuar lances automáticos, de tal maneira que, se outro arrematante cobrir sua oferta, o sistema automaticamente gerará um novo lance para aquele arrematante, acrescido do incremento mínimo, até o limite máximo estabelecido pelo arrematante. Os lances automáticos ficarão registrados no sistema com a data em que forem feitos. Os lances ofertados são IRREVOGÁVEIS e IRRETRATÁVEIS. O arrematante é responsável por todos os lances feitos em seu nome, pelo que os lances não podem ser anulados e/ou cancelados em nenhuma hipótese.

    8.2. Em caso de empate entre arrematantes que efetivaram lances no mesmo lote e de mesmo valor, prevalecerá vencedor aquele que lançou primeiro (data e hora do registro do lance no site), devendo ser considerado inclusive que o lance automático fica registrado na data em que foi feito. Para desempate, o lance automático prevalecerá sobre o lance manual.

    9ª. O Organizador se reserva o direito de não aceitar lances de licitante com obrigações pendentes.

    10ª. Adquiridas as peças e assinado pelo arrematante o compromisso de compra, NÃO MAIS SERÃO ADMITIDAS DESISTÊNCIAS sob qualquer alegação.

    11ª. O arremate será sempre em moeda nacional. A progressão dos lances, nunca inferior a 5% do anterior, e sempre em múltiplo de dez. Outro procedimento será sempre por licença do Leiloeiro; o que não cria novação.

    12ª. Em caso de litígio prevalece a palavra do Leiloeiro.

    13ª. As peças adquiridas deverão ser pagas e retiradas IMPRETERIVELMENTE em até 48 horas após o término do leilão, e serão acrescidas da comissão do Leiloeiro, (5%). Não sendo obedecido o prazo previsto, o Leiloeiro poderá dar por desfeita a venda e, por via de EXECUÇÃO JUDICIAL, cobrar sua comissão e a dos organizadores.

    14ª. As despesas com as remessas dos lotes adquiridos, caso estes não possam ser retirados, serão de inteira responsabilidade dos arrematantes. O cálculo de frete, serviços de embalagem e despacho das mercadorias deverão ser considerados como Cortesia e serão efetuados pelas Galerias e/ou Organizadores mediante prévia indicação da empresa responsável pelo transporte e respectivo pagamento dos custos de envio.

    15ª. Qualquer litígio referente ao presente leilão está subordinado à legislação brasileira e a jurisdição dos tribunais da cidade de Campinas - SP. Os casos omissos regem-se pela legislação pertinente, e em especial pelo Decreto 21.981, de 19 de outubro de 1932, Capítulo III, Arts. 19 a 43, com as alterações introduzidas pelo Decreto 22.427., de 1º. de fevereiro de 1933.

  • CONDIÇÕES DE PAGAMENTO

    A vista com acréscimo da taxa do leiloeiro de 5%.
    Através de depósito ou transferência bancária em conta a ser enviada por e-mail após o último dia do leilão.
    Não aceitamos cartões de crédito ou débito.
    O pagamento deverá ser efetuado até 72 horas após o término do leilão sob risco da venda ser desfeita.

  • FRETE E ENVIO

    As despesas com retirada e remessa dos lotes, são de responsabilidade dos arrematantes. Veja nas Condições de Venda do Leilão.
    Despachamos para todos os estados. A titulo de cortesia a casa poderá embrulhar as peças arrematadas e providenciar transportadora adequada

Lotes relacionados - Mobiliário

Lote: 224
Lote: 225
Lote: 226
Lote: 227
Lote: 228