Item 224 de 404 Itens
Arte Sacra

NOSSA SENHORA ENTREGA O ROSÁRIO A SÃO DOMINGOS E AO Bem-aventurado Alano de La Roche. BELA PINTURA CUZQUENHA SETECENTISTA. A VIRGEM SEGURA O MENINO JESUS EM UMA DAS MÃOS QUE OFERECE UMA CRUZ, DA OUTRA MÃO DA VIRGEM PENDE O ROSÁRIO QUE É OFERTADO A SÃO DOMINGOS QUE SEGURA LÍRIOS SÍMBOLO DA SUA PURESA E UMA ESTRELA NA FRONTE QUE É TAMBÉM SEU ATRIBUTO.DE MÃOS ESTENDIDAS O BEM AVENTURADO ALANO DE LA ROCHE TAMBÉM RECEBE O ROSÁRIO. LINDA REPRESENTAÇÃO DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO! SEC. XVIII. 113 X 72 CMNOTA: SÃO DOMINGOS DE GUSMÃO - nasceu em Caleruega, na Castela Velha em 1170, Espanha, e pertencia à alta linhagem dos Gusmão. O pai, Félix de Gusmão, queria entusiasmá-lo pelas armas; o menino preferia porém andar com a mãe, Joana de Aza, grande esmoler, e com clérigos e monges. Interessante é que antes de Domingos nascer sua mãe sonhou com um cão, que trazia na boca uma tocha acesa de que irradiava grande luz sobre o mundo. Mais do que sonho foi uma profecia, pois Domingos de Gusmão, de estatura mediana, corpo esguio, rosto bonito e levemente corado, cabelos e barba levemente vermelhos, belos olhos luminosos, não fez outra coisa senão iluminar todo o seu tempo e a Igreja com a Luz do Evangelho, isso depois de se desapegar a tal ponto de si e das coisas, que chegou a vender todos os seus ricos livros, a fim de comprar comida aos famintos. Homem de oração, penitência e amor à Palavra de Deus, São Domingos acolheu o chamado ao sacerdócio e ao ser ordenado (no ano de 1203 em Osma, onde foi nomeado cônego). No ano de 1204, Domingos seguiu para Roma a fim de obter do Papa licença para evangelizar os bárbaros na Germânia. No entanto, o Papa Inocêncio III orientou-o para a conversão dos Albigenses que infestavam todo o Sul da França com suas heresias. Desta forma, Domingos fez do sul da França, o seu principal campo de ação. Quando os hereges depararam com a verdadeira pobreza evangélica de São Domingos de Gusmão, muitos aderiram à Verdade, pois nesta altura já nascia, no ano de 1215 em Tolosa, a primeira casa dos Irmãos Pregadores, também conhecidos como Dominicanos (cães do Senhor) que na mendicância, amor e propagação do Rosário da Virgem Maria, rígida formação teológica e apologética, levavam em comunidade a Véritas, ou seja, a verdade libertadora. São Domingos de Gusmão entrou no Céu com 51 anos e foi canonizado pelo Papa Gregório IX, em 1234. BEM AVENTURADO ALANO DE LA ROCHE: Nascido na Bretanha em 1428, ingressou no convento dominicano de Dinan ainda muito jovem, aos 31 anos foi instruído a ensinar St. James de Paris, onde completou seus estudos em teologia e filosofia, mas só pôde cumprir essa tarefa em 1461, porque em 1460 ele estava envolvido em Lille em uma tentativa de trazer os conventos de volta à observância regular e foi precisamente devido aos seus esforços, a adesão dos conventos dominicanos de Lille e Paris à Congregação Reformada Holandesa (1464).Além de Paris, ele mais tarde lecionou em Lille, em Douai (1464), em Gand (1468), em Rostock, onde se tornou professor de teologia em 1473.Alano de la Roche, também escreveu em 1475 a Apologia do Saltério, que dedicou ao bispo de Cluny Ferrico.Ele morreu em Zwolle em 8 de setembro de 1475 na Holanda.Já em 25 de maio de 1476, o Capítulo Dominicano holandês de Haarlem ordenou a coleção dos escritos de Alano que são muitos e que foram publicados em Estocolmo em 1498, enquanto eles tiveram lugar nos anos seguintes, traduções em várias línguas e publicadas em várias edições.Ele era um apóstolo da difusão do Rosário, uma oração mariana que ele preferiu chamar de "Saltério da Virgem", o uso atual do recital de 50 Ave Maria, fixou o número em 150, dividido em décadas, intercaladas por 15 Pater Noster;Ele também estabeleceu os temas da meditação para cinco, que agora chamamos de "mistérios alegres, dolorosos e gloriosos".Em última análise, ele deu uma regra geral a uma forma de oração mariana já praticada;fundou, ao mesmo tempo, as Confrarias do Saltério da Virgem, com estatutos especiais, com a intenção de difundir a devoção a Maria;o primeiro foi fundado em 1470 em Douai e depois graças aos seus herdeiros espirituais Sprenger, van Sneck e Michele François, este Movimento de Piedade Mariana espalhado pelo mundo, ainda hoje existem as Confrarias do Santo Rosário.Embora seja tradicionalmente venerado como abençoado em toda a Europa e na Ordem Dominicana, estranhamente não há confirmação oficial do culto.

content image 0
content image 1
content image 2
content image 3
content image 4
content image 5
content image 6

Lote: 180

Visitas: 188

Tipo: Arte Sacra

NOSSA SENHORA ENTREGA O ROSÁRIO A SÃO DOMINGOS E AO Bem-aventurado Alano de La Roche. BELA PINTURA CUZQUENHA SETECENTISTA. A VIRGEM SEGURA O MENINO JESUS EM UMA DAS MÃOS QUE OFERECE UMA CRUZ, DA OUTRA MÃO DA VIRGEM PENDE O ROSÁRIO QUE É OFERTADO A SÃO DOMINGOS QUE SEGURA LÍRIOS SÍMBOLO DA SUA PURESA E UMA ESTRELA NA FRONTE QUE É TAMBÉM SEU ATRIBUTO.DE MÃOS ESTENDIDAS O BEM AVENTURADO ALANO DE LA ROCHE TAMBÉM RECEBE O ROSÁRIO. LINDA REPRESENTAÇÃO DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO! SEC. XVIII. 113 X 72 CMNOTA: SÃO DOMINGOS DE GUSMÃO - nasceu em Caleruega, na Castela Velha em 1170, Espanha, e pertencia à alta linhagem dos Gusmão. O pai, Félix de Gusmão, queria entusiasmá-lo pelas armas; o menino preferia porém andar com a mãe, Joana de Aza, grande esmoler, e com clérigos e monges. Interessante é que antes de Domingos nascer sua mãe sonhou com um cão, que trazia na boca uma tocha acesa de que irradiava grande luz sobre o mundo. Mais do que sonho foi uma profecia, pois Domingos de Gusmão, de estatura mediana, corpo esguio, rosto bonito e levemente corado, cabelos e barba levemente vermelhos, belos olhos luminosos, não fez outra coisa senão iluminar todo o seu tempo e a Igreja com a Luz do Evangelho, isso depois de se desapegar a tal ponto de si e das coisas, que chegou a vender todos os seus ricos livros, a fim de comprar comida aos famintos. Homem de oração, penitência e amor à Palavra de Deus, São Domingos acolheu o chamado ao sacerdócio e ao ser ordenado (no ano de 1203 em Osma, onde foi nomeado cônego). No ano de 1204, Domingos seguiu para Roma a fim de obter do Papa licença para evangelizar os bárbaros na Germânia. No entanto, o Papa Inocêncio III orientou-o para a conversão dos Albigenses que infestavam todo o Sul da França com suas heresias. Desta forma, Domingos fez do sul da França, o seu principal campo de ação. Quando os hereges depararam com a verdadeira pobreza evangélica de São Domingos de Gusmão, muitos aderiram à Verdade, pois nesta altura já nascia, no ano de 1215 em Tolosa, a primeira casa dos Irmãos Pregadores, também conhecidos como Dominicanos (cães do Senhor) que na mendicância, amor e propagação do Rosário da Virgem Maria, rígida formação teológica e apologética, levavam em comunidade a Véritas, ou seja, a verdade libertadora. São Domingos de Gusmão entrou no Céu com 51 anos e foi canonizado pelo Papa Gregório IX, em 1234. BEM AVENTURADO ALANO DE LA ROCHE: Nascido na Bretanha em 1428, ingressou no convento dominicano de Dinan ainda muito jovem, aos 31 anos foi instruído a ensinar St. James de Paris, onde completou seus estudos em teologia e filosofia, mas só pôde cumprir essa tarefa em 1461, porque em 1460 ele estava envolvido em Lille em uma tentativa de trazer os conventos de volta à observância regular e foi precisamente devido aos seus esforços, a adesão dos conventos dominicanos de Lille e Paris à Congregação Reformada Holandesa (1464).Além de Paris, ele mais tarde lecionou em Lille, em Douai (1464), em Gand (1468), em Rostock, onde se tornou professor de teologia em 1473.Alano de la Roche, também escreveu em 1475 a Apologia do Saltério, que dedicou ao bispo de Cluny Ferrico.Ele morreu em Zwolle em 8 de setembro de 1475 na Holanda.Já em 25 de maio de 1476, o Capítulo Dominicano holandês de Haarlem ordenou a coleção dos escritos de Alano que são muitos e que foram publicados em Estocolmo em 1498, enquanto eles tiveram lugar nos anos seguintes, traduções em várias línguas e publicadas em várias edições.Ele era um apóstolo da difusão do Rosário, uma oração mariana que ele preferiu chamar de "Saltério da Virgem", o uso atual do recital de 50 Ave Maria, fixou o número em 150, dividido em décadas, intercaladas por 15 Pater Noster;Ele também estabeleceu os temas da meditação para cinco, que agora chamamos de "mistérios alegres, dolorosos e gloriosos".Em última análise, ele deu uma regra geral a uma forma de oração mariana já praticada;fundou, ao mesmo tempo, as Confrarias do Saltério da Virgem, com estatutos especiais, com a intenção de difundir a devoção a Maria;o primeiro foi fundado em 1470 em Douai e depois graças aos seus herdeiros espirituais Sprenger, van Sneck e Michele François, este Movimento de Piedade Mariana espalhado pelo mundo, ainda hoje existem as Confrarias do Santo Rosário.Embora seja tradicionalmente venerado como abençoado em toda a Europa e na Ordem Dominicana, estranhamente não há confirmação oficial do culto.

Item 224 de 404 Itens
Termos e Condições
Condições de Pagamento
Frete e Envio
  • TERMOS E CONDIÇÕES

    1ª. As peças que compõem o presente LEILÃO, foram cuidadosamente examinadas pelos organizadores que, solidários com os proprietários das mesmas, se responsabilizam por suas descrições.

    2ª. Em caso eventual de engano na autenticidade de peças, comprovado por peritos idôneos, e mediante laudo assinado, ficará desfeita a venda, desde que a reclamação seja feita em até 5 dias após o término do leilão. Findo o prazo, não será mais admitidas quaisquer reclamação, considerando-se definitiva a venda.

    3ª. As peças estrangeiras serão sempre vendidas como Atribuídas.

    4ª. O Leiloeiro não é proprietário dos lotes, mas o faz em nome de terceiros, que são responsáveis pela licitude e desembaraço dos mesmos.

    5ª. Elaborou-se com esmero o catálogo, cujos lotes se acham descritos de modo objetivo. As peças serão vendidas NO ESTADO em que foram recebidas e expostas. Descrição de estado ou vícios decorrentes do uso será descrito dentro do possível, mas sem obrigação. Pelo que se solicita aos interessados ou seus peritos, prévio e detalhado exame até o dia do pregão. Depois da venda realizada não serão aceitas reclamações quanto ao estado das mesmas nem servirá de alegação para descumprir compromisso firmado.

    6ª. Os leilões obedecem rigorosamente à ordem do catalogo.

    7ª. Ofertas por escrito podem ser feitas antes dos leilões, ou autorizar a lançar em seu nome; o que será feito por funcionário autorizado.

    8ª. Os Organizadores colocarão a título de CORTESIA, de forma gratuita e confidencial, serviço de arrematação pelo telefone e Internet, sem que isto o obrigue legalmente perante falhas de terceiros.

    8.1. LANCES PELA INTERNET: O arrematante poderá efetuar lances automáticos, de tal maneira que, se outro arrematante cobrir sua oferta, o sistema automaticamente gerará um novo lance para aquele arrematante, acrescido do incremento mínimo, até o limite máximo estabelecido pelo arrematante. Os lances automáticos ficarão registrados no sistema com a data em que forem feitos. Os lances ofertados são IRREVOGÁVEIS e IRRETRATÁVEIS. O arrematante é responsável por todos os lances feitos em seu nome, pelo que os lances não podem ser anulados e/ou cancelados em nenhuma hipótese.

    8.2. Em caso de empate entre arrematantes que efetivaram lances no mesmo lote e de mesmo valor, prevalecerá vencedor aquele que lançou primeiro (data e hora do registro do lance no site), devendo ser considerado inclusive que o lance automático fica registrado na data em que foi feito. Para desempate, o lance automático prevalecerá sobre o lance manual.

    9ª. O Organizador se reserva o direito de não aceitar lances de licitante com obrigações pendentes.

    10ª. Adquiridas as peças e assinado pelo arrematante o compromisso de compra, NÃO MAIS SERÃO ADMITIDAS DESISTÊNCIAS sob qualquer alegação.

    11ª. O arremate será sempre em moeda nacional. A progressão dos lances, nunca inferior a 5% do anterior, e sempre em múltiplo de dez. Outro procedimento será sempre por licença do Leiloeiro; o que não cria novação.

    12ª. Em caso de litígio prevalece a palavra do Leiloeiro.

    13ª. As peças adquiridas deverão ser pagas e retiradas IMPRETERIVELMENTE em até 48 horas após o término do leilão, e serão acrescidas da comissão do Leiloeiro, (5%). Não sendo obedecido o prazo previsto, o Leiloeiro poderá dar por desfeita a venda e, por via de EXECUÇÃO JUDICIAL, cobrar sua comissão e a dos organizadores.

    14ª. As despesas com as remessas dos lotes adquiridos, caso estes não possam ser retirados, serão de inteira responsabilidade dos arrematantes. O cálculo de frete, serviços de embalagem e despacho das mercadorias deverão ser considerados como Cortesia e serão efetuados pelas Galerias e/ou Organizadores mediante prévia indicação da empresa responsável pelo transporte e respectivo pagamento dos custos de envio.

    15ª. Qualquer litígio referente ao presente leilão está subordinado à legislação brasileira e a jurisdição dos tribunais da cidade de Campinas - SP. Os casos omissos regem-se pela legislação pertinente, e em especial pelo Decreto 21.981, de 19 de outubro de 1932, Capítulo III, Arts. 19 a 43, com as alterações introduzidas pelo Decreto 22.427., de 1º. de fevereiro de 1933.

  • CONDIÇÕES DE PAGAMENTO

    A vista com acréscimo da taxa do leiloeiro de 5%.
    Através de depósito ou transferência bancária em conta a ser enviada por e-mail após o último dia do leilão.
    Não aceitamos cartões de crédito ou débito.
    O pagamento deverá ser efetuado até 72 horas após o término do leilão sob risco da venda ser desfeita.

  • FRETE E ENVIO

    As despesas com retirada e remessa dos lotes, são de responsabilidade dos arrematantes. Veja nas Condições de Venda do Leilão.
    Despachamos para todos os estados. A titulo de cortesia a casa poderá embrulhar as peças arrematadas e providenciar transportadora adequada

Lotes relacionados - Arte Sacra

Lote: 181
Lote: 211
Lote: 212
Lote: 213
Lote: 214