Item 162 de 462 Itens
Opalina

BARÃO DE MONTE CARMELO PAR DE GRANDES JARROS BALAÚSTRE EM OPALINA DECORADA COM ESLMALTE. EM RESERVA BRASÃO DE ARMAS MODIFICADAS DE DIAS E BATISTA. SOBRE O BRASÃO CURIOSA SIMBOLOGIA MAÇONICA. BORDA TIOTADA EM ROSA ASSIM COMO OS PÉS. CORPO COM FUNDO LEITOSO COM RICA DECORAÇAO FLORAL. A RESERVA COM ESCUDO ESTÁ APLICADA SOBRE FUNDO VERDE COM ARREMATES EM OURO. GUIRLANDAS COM ROCAILE ESTILO ART NOUVEAU. EXTRAORDINÁRIO ESTADO DE CONSERVAÇÃO! FRANÇA, SEC. XIX. 37 CM DE ALTURANOTA: Bonifácio José Batista, primeiro e únicobarão de Monte Carmelo(Vila do Príncipe,? de1827São Paulo,21 de abrilde1897) foi ummilitar,pecuaristaepolíticobrasileirofiliado aoPartido Liberal. Filho de Antônio Dias Batista e de Maria do Nascimento Teixeira de Azevedo, seus avós paternos foramTomás Dias Batistae Rita de Oliveira Rosa, de família de grandes escravagistas e exploradores de minas deouro, além de grandes proprietários de terras. Era sobrinho do célebre capitãoApiaí,Inácio Dias Batista. Seus avós maternos foram Francisco Teixeira de Azevedo e Francisca de Paula Lima, a Senhora do Carambeí, de tradicionais famílias paranaenses, há vários séculos na província. Seu pai foi morar em Castro e, mais tarde, se transferiu para a Vila do Príncipe (atualLapa), povoado muito próximo do Registro do Rio Grande (Iguaçu) ou Registro de Curitiba, por onde passavam as tropas vindas doRio Grande do Sul. Foi na Vila do Príncipe que nasceu Bonifácio. Mais tarde seu pai se transferiu paraPonta Grossa, estabelecendo-se na Fazenda Carambeí, onde cresceu Bonifácio. Em agosto de 1838, seu pai foi brutalmente assassinado pelos seus escravos, seu corpo queimado, e achado amarrado a umcoqueirona mesma fazenda. Bonifácio teve, então, a vida marcada pelo triste acontecimento. Seu tio, padre Anacleto Dias Batista, assumiu a educação dos sobrinhos. Bonifácio aprendeu cálculo egramática, conhecimentos gerais dehistóriaegeografia,música,literaturaepintura, além de aprenderinglêsefrancês. No tocante à música, o seu tio Anacleto era excelenteorganista. Sua mãe casou novamente, com ocônsulportuguêsno Rio Grande do Sul, Fernando Penteado Rosas. Bonifácio casou-se com Ana Luísa Novais do Canto e Silva, filha do fazendeiro e deputadoManoel Ignácio do Canto e Silva, bisneta do sargento-mor e tenente-coronel e grande latifundiário dos Campos Gerais, o Senhor da Fazenda Fortaleza, José Felix da Silva Passos, vindo portanto posteriormente a herdar grande quantidade de terras da família de sua esposa. Foivereadore presidente dacâmara municipaldeCastro,deputado provincialentre 1858 e 1859. Fez doações para a criação dasbibliotecasde Castro eCuritiba, e também colaborou financeiramente com aRevolução Federalista. Foi comandante daGuarda Nacional. Seu cunhado,Laurindo Abelardo de Brito, foi presidente daProvíncia de São Paulo. Bonifácio José Baptista foi primo deRoberto Dias Baptista, capitalista efazendeiroque gastou sua fortuna na fundação daEstrada de Ferro Sorocabana, e deFrancisco Dias Baptista, coronel da Guarda Nacional, fazendeiro e grande proprietário de terras da Província de São Paulo e fundador deÁguas de Santa Bárbara, ambos filhos de seu tioInácio Dias Batista. Com a morte de sua sogra em 20 de outubro de 1864, herdou a fazenda Monte Alegre com 63 mil alqueires e mais 4 mil cabeças de gado. A fazenda Monte Alegre localizada na época no município de Tibagi e atualmente parte da área do município deTelêmaco Borba, foi adquirida pela famíliaKlabinna década de 1930. O Barão comprou também em 1866 dos Carmelitas a fazenda de Capão Alto no município de Castro, de 15 mil alqueires e 2 mil cabeças de gado. Com a morte de seu sogro em 1885 aumentou ainda mais sua riqueza. Foi agraciado com o título debarãoem 20 de novembro de 1886.

content image 0
content image 1
content image 2
content image 3
content image 4
content image 5
content image 6

Lote: 111

Visitas: 99

Tipo: Opalina

BARÃO DE MONTE CARMELO PAR DE GRANDES JARROS BALAÚSTRE EM OPALINA DECORADA COM ESLMALTE. EM RESERVA BRASÃO DE ARMAS MODIFICADAS DE DIAS E BATISTA. SOBRE O BRASÃO CURIOSA SIMBOLOGIA MAÇONICA. BORDA TIOTADA EM ROSA ASSIM COMO OS PÉS. CORPO COM FUNDO LEITOSO COM RICA DECORAÇAO FLORAL. A RESERVA COM ESCUDO ESTÁ APLICADA SOBRE FUNDO VERDE COM ARREMATES EM OURO. GUIRLANDAS COM ROCAILE ESTILO ART NOUVEAU. EXTRAORDINÁRIO ESTADO DE CONSERVAÇÃO! FRANÇA, SEC. XIX. 37 CM DE ALTURANOTA: Bonifácio José Batista, primeiro e únicobarão de Monte Carmelo(Vila do Príncipe,? de1827São Paulo,21 de abrilde1897) foi ummilitar,pecuaristaepolíticobrasileirofiliado aoPartido Liberal. Filho de Antônio Dias Batista e de Maria do Nascimento Teixeira de Azevedo, seus avós paternos foramTomás Dias Batistae Rita de Oliveira Rosa, de família de grandes escravagistas e exploradores de minas deouro, além de grandes proprietários de terras. Era sobrinho do célebre capitãoApiaí,Inácio Dias Batista. Seus avós maternos foram Francisco Teixeira de Azevedo e Francisca de Paula Lima, a Senhora do Carambeí, de tradicionais famílias paranaenses, há vários séculos na província. Seu pai foi morar em Castro e, mais tarde, se transferiu para a Vila do Príncipe (atualLapa), povoado muito próximo do Registro do Rio Grande (Iguaçu) ou Registro de Curitiba, por onde passavam as tropas vindas doRio Grande do Sul. Foi na Vila do Príncipe que nasceu Bonifácio. Mais tarde seu pai se transferiu paraPonta Grossa, estabelecendo-se na Fazenda Carambeí, onde cresceu Bonifácio. Em agosto de 1838, seu pai foi brutalmente assassinado pelos seus escravos, seu corpo queimado, e achado amarrado a umcoqueirona mesma fazenda. Bonifácio teve, então, a vida marcada pelo triste acontecimento. Seu tio, padre Anacleto Dias Batista, assumiu a educação dos sobrinhos. Bonifácio aprendeu cálculo egramática, conhecimentos gerais dehistóriaegeografia,música,literaturaepintura, além de aprenderinglêsefrancês. No tocante à música, o seu tio Anacleto era excelenteorganista. Sua mãe casou novamente, com ocônsulportuguêsno Rio Grande do Sul, Fernando Penteado Rosas. Bonifácio casou-se com Ana Luísa Novais do Canto e Silva, filha do fazendeiro e deputadoManoel Ignácio do Canto e Silva, bisneta do sargento-mor e tenente-coronel e grande latifundiário dos Campos Gerais, o Senhor da Fazenda Fortaleza, José Felix da Silva Passos, vindo portanto posteriormente a herdar grande quantidade de terras da família de sua esposa. Foivereadore presidente dacâmara municipaldeCastro,deputado provincialentre 1858 e 1859. Fez doações para a criação dasbibliotecasde Castro eCuritiba, e também colaborou financeiramente com aRevolução Federalista. Foi comandante daGuarda Nacional. Seu cunhado,Laurindo Abelardo de Brito, foi presidente daProvíncia de São Paulo. Bonifácio José Baptista foi primo deRoberto Dias Baptista, capitalista efazendeiroque gastou sua fortuna na fundação daEstrada de Ferro Sorocabana, e deFrancisco Dias Baptista, coronel da Guarda Nacional, fazendeiro e grande proprietário de terras da Província de São Paulo e fundador deÁguas de Santa Bárbara, ambos filhos de seu tioInácio Dias Batista. Com a morte de sua sogra em 20 de outubro de 1864, herdou a fazenda Monte Alegre com 63 mil alqueires e mais 4 mil cabeças de gado. A fazenda Monte Alegre localizada na época no município de Tibagi e atualmente parte da área do município deTelêmaco Borba, foi adquirida pela famíliaKlabinna década de 1930. O Barão comprou também em 1866 dos Carmelitas a fazenda de Capão Alto no município de Castro, de 15 mil alqueires e 2 mil cabeças de gado. Com a morte de seu sogro em 1885 aumentou ainda mais sua riqueza. Foi agraciado com o título debarãoem 20 de novembro de 1886.

Item 162 de 462 Itens
Termos e Condições
Condições de Pagamento
Frete e Envio
  • TERMOS E CONDIÇÕES

    1ª. As peças que compõem o presente LEILÃO, foram cuidadosamente examinadas pelos organizadores que, solidários com os proprietários das mesmas, se responsabilizam por suas descrições.

    2ª. Em caso eventual de engano na autenticidade de peças, comprovado por peritos idôneos, e mediante laudo assinado, ficará desfeita a venda, desde que a reclamação seja feita em até 5 dias após o término do leilão. Findo o prazo, não será mais admitidas quaisquer reclamação, considerando-se definitiva a venda.

    3ª. As peças estrangeiras serão sempre vendidas como Atribuídas.

    4ª. O Leiloeiro não é proprietário dos lotes, mas o faz em nome de terceiros, que são responsáveis pela licitude e desembaraço dos mesmos.

    5ª. Elaborou-se com esmero o catálogo, cujos lotes se acham descritos de modo objetivo. As peças serão vendidas NO ESTADO em que foram recebidas e expostas. Descrição de estado ou vícios decorrentes do uso será descrito dentro do possível, mas sem obrigação. Pelo que se solicita aos interessados ou seus peritos, prévio e detalhado exame até o dia do pregão. Depois da venda realizada não serão aceitas reclamações quanto ao estado das mesmas nem servirá de alegação para descumprir compromisso firmado.

    6ª. Os leilões obedecem rigorosamente à ordem do catalogo.

    7ª. Ofertas por escrito podem ser feitas antes dos leilões, ou autorizar a lançar em seu nome; o que será feito por funcionário autorizado.

    8ª. Os Organizadores colocarão a título de CORTESIA, de forma gratuita e confidencial, serviço de arrematação pelo telefone e Internet, sem que isto o obrigue legalmente perante falhas de terceiros.

    8.1. LANCES PELA INTERNET: O arrematante poderá efetuar lances automáticos, de tal maneira que, se outro arrematante cobrir sua oferta, o sistema automaticamente gerará um novo lance para aquele arrematante, acrescido do incremento mínimo, até o limite máximo estabelecido pelo arrematante. Os lances automáticos ficarão registrados no sistema com a data em que forem feitos. Os lances ofertados são IRREVOGÁVEIS e IRRETRATÁVEIS. O arrematante é responsável por todos os lances feitos em seu nome, pelo que os lances não podem ser anulados e/ou cancelados em nenhuma hipótese.

    8.2. Em caso de empate entre arrematantes que efetivaram lances no mesmo lote e de mesmo valor, prevalecerá vencedor aquele que lançou primeiro (data e hora do registro do lance no site), devendo ser considerado inclusive que o lance automático fica registrado na data em que foi feito. Para desempate, o lance automático prevalecerá sobre o lance manual.

    9ª. O Organizador se reserva o direito de não aceitar lances de licitante com obrigações pendentes.

    10ª. Adquiridas as peças e assinado pelo arrematante o compromisso de compra, NÃO MAIS SERÃO ADMITIDAS DESISTÊNCIAS sob qualquer alegação.

    11ª. O arremate será sempre em moeda nacional. A progressão dos lances, nunca inferior a 5% do anterior, e sempre em múltiplo de dez. Outro procedimento será sempre por licença do Leiloeiro; o que não cria novação.

    12ª. Em caso de litígio prevalece a palavra do Leiloeiro.

    13ª. As peças adquiridas deverão ser pagas e retiradas IMPRETERIVELMENTE em até 48 horas após o término do leilão, e serão acrescidas da comissão do Leiloeiro, (5%). Não sendo obedecido o prazo previsto, o Leiloeiro poderá dar por desfeita a venda e, por via de EXECUÇÃO JUDICIAL, cobrar sua comissão e a dos organizadores.

    14ª. As despesas com as remessas dos lotes adquiridos, caso estes não possam ser retirados, serão de inteira responsabilidade dos arrematantes. O cálculo de frete, serviços de embalagem e despacho das mercadorias deverão ser considerados como Cortesia e serão efetuados pelas Galerias e/ou Organizadores mediante prévia indicação da empresa responsável pelo transporte e respectivo pagamento dos custos de envio.

    15ª. Qualquer litígio referente ao presente leilão está subordinado à legislação brasileira e a jurisdição dos tribunais da cidade de Campinas - SP. Os casos omissos regem-se pela legislação pertinente, e em especial pelo Decreto 21.981, de 19 de outubro de 1932, Capítulo III, Arts. 19 a 43, com as alterações introduzidas pelo Decreto 22.427., de 1º. de fevereiro de 1933.

  • CONDIÇÕES DE PAGAMENTO

    A vista com acréscimo da taxa do leiloeiro de 5%.
    Através de depósito ou transferência bancária em conta a ser enviada por e-mail após o último dia do leilão.
    Não aceitamos cartões de crédito ou débito.
    O pagamento deverá ser efetuado até 72 horas após o término do leilão sob risco da venda ser desfeita.

  • FRETE E ENVIO

    As despesas com retirada e remessa dos lotes, são de responsabilidade dos arrematantes. Veja nas Condições de Venda do Leilão.
    Despachamos para todos os estados. A titulo de cortesia a casa poderá embrulhar as peças arrematadas e providenciar transportadora adequada

Lotes relacionados - Opalina

Lote: 134
Lote: 111